O Borussia Dortmund possui uma ligação histórica com a América do Sul, sobretudo com o Brasil. Algumas das principais conquistas dos aurinegros nas últimas três décadas contaram com a presença de sul-americanos. E a diretoria demonstra que as promessas do continente devem ser observadas mais de perto durante os próximos anos. Nesta segunda-feira, o BVB anunciou a contratação de Leonardo Balerdi, de 19 anos. O zagueiro disputou apenas cinco jogos pelo Campeonato Argentino com o Boca Juniors e sequer entrou em campo na última Libertadores. Ainda assim, o jogador da seleção argentina sub-20 levou os alemães a desembolsarem €15 milhões por sua contratação. O jovem assinou até 2023.

Balerdi aumenta as possibilidades de Lucien Favre na rotação de sua zaga. O Borussia Dortmund possui suas alternativas para o setor, essencialmente jovens, mas sofreu com as lesões, que provocaram improvisações. O argentino chega para ser a quinta opção entre os zagueiros, quem sabe ganhando alguns minutos em jogos menos vitais. Sua compra, de qualquer forma, se dá pelas perspectivas que o novato apresenta para o futuro. Possui bom porte físico e uma capacidade técnica refinada para sua posição. Apesar das poucas mostras com a camisa xeneize, suas aparições agradaram bastante a torcida.

Meio-campista em parte de sua trajetória na base, Balerdi foi recuado para a zaga por conta de sua altura. A partir de então, virou um excelente prospecto na posição. Chegou ao Boca Juniors aos 14 anos e foi campeão com diferentes categorias, antes de ser lapidado por Rolando Schiavi no segundo quadro dos portenhos. Seria incluído no elenco principal algumas vezes por Guillermo Barros Schelotto, até emendar suas primeiras chances na atual edição do Campeonato Argentino. Depois de uma ótima partida contra o Huracán em agosto, o adolescente virou titular a partir de outubro, quando o treinador poupava forças pensando na Libertadores. Novamente se sobressaiu, em especial no importante confronto com o Rosario Central. Foi o que chamou a atenção do Dortmund para o negócio.

Balerdi possui uma boa capacidade para sair jogando, algo que se casa perfeitamente com o estilo praticado pelo BVB. Além disso, também tem um tempo de bola privilegiado, o que reforça a sua imposição física como zagueiro. E a capacidade de amadurecer no Signal Iduna Park certamente levou os aurinegros desembolsarem tanto dinheiro para compra-lo. Talvez não compense o dinheiro de imediato, mas o tempo é seu amigo. A quem era visto como candidato à titularidade no Boca em 2019, agora deverá aproveitar as suas chances em uma agremiação que não tem freios para utilizar suas jovens promessas.

Convocado ao Campeonato Sul-Americano Sub-20, Balerdi ganhou uma permissão especial para deixar a concentração da seleção argentina e viajar à Alemanha para fechar o negócio. Agora, a competição continental permitirá ao zagueiro justificar o seu preço, na tentativa de classificar a Albiceleste rumo ao Mundial da categoria. Poderá até mesmo valorizar a transação feita pelo Borussia Dortmund. Será uma das referências da equipe, que inicia sua empreitada no Chile no próximo domingo, quando estreia contra o Paraguai.

Assumindo cada vez mais sua postura como clube que aprimora talentos, o Borussia Dortmund se tornou um dos destinos preferidos de jovens que despontam em outras ligas europeias. Ousmane Dembélé e Jadon Sancho, afinal, são dois grandes exemplos desta vocação. De qualquer maneira, a estratégia também pode servir a promessas de outros cantos do mundo, sobretudo a América do Sul, pouco explorada pelos aurinegros nos anos recentes. A compra de Balerdi indica uma mudança nesta visão.