Mâcon é uma cidadezinha francesa que passou a ser conhecida graças a seu filho ilustre. Antoine Griezmann nunca escondeu o orgulho de suas origens, sempre mencionando o município de 34 mil habitantes, que fica na região da Borgonha, sudeste do país. Nesta sexta-feira, o atacante teve a alegria de voltar para casa. E não retornou de mãos abanando: trouxe junto consigo a taça de campeão do mundo, desencadeando uma enorme festa na praça principal da cidade. Mais de cinco mil pessoas estava presente para aplaudir o ídolo.

Griezmann atuou como um bom mestre de cerimônias. Agradeceu o apoio, puxou músicas, pulou junto com a galera. Retribuiu a espera do povo que aguentou até a chuva para vê-lo. E demonstrou que toda a comoção local, de ver o garoto triunfando com os Bleus, não é em vão. “É um orgulho ser de Mâcon e percebo que minha alegria em usar a camisa da seleção representa todos nós. Foi realmente um grande prazer conquistar o Mundial. Quero agradecer meus companheiros, a comissão técnica, todos vocês. Nós também jogamos por vocês”, apontou. Desde domingo, o camisa 7 é campeão do mundo. Mas o seu mundo ainda se centra naquele vilarejo de tanta gente conhecida.