A Bundesliga costuma ser um campeonato bastante equilibrado – sobretudo se você ignorar os pontos que o Bayern de Munique geralmente acumula na primeira posição. Este início de temporada, porém, apresenta uma corrida maluca pelas primeiras colocações. Enquanto o time de Niko Kovac segue oscilando e o Borussia Dortmund insiste em desperdiçar pontos nos minutos finais de seus jogos, outras equipes vivem bom momento. E a ampla concorrência é visível no topo da tabela ao final do sábado: cinco times aparecem igualados com 14 pontos. O Bayern só lidera graças ao saldo de gols.

O principal responsável por tamanha igualdade foi o Hoffenheim, que conseguiu vencer os bávaros por 2 a 1 dentro da Allianz Arena. O Colônia, por sua vez, também deu seu empurrãozinho para a insanidade nas primeiras colocações – mesmo permanecendo na zona de rebaixamento. O Schalke 04 parecia pronto para assumir a liderança, mas cedeu o empate por 1 a 1 aos Bodes no final. Empurrados pela torcida na Veltins Arena, os Azuis Reais só começaram a pressionar de verdade durante o segundo tempo. Além disso, também contaram com dois milagres do goleiro Alexandre Nübel.

Aos 26 da etapa complementar, o Schalke deu um passo à frente graças à cabeçada de Suat Serdar, num lance de insistência. E os anfitriões até poderiam ter ampliado depois disso. Serdar tirou tinta da trave na sequência, enquanto um tiro de Guido Burgstaller carimbou o poste. O problema viria aos 46. Nübel fez outra defesaça para evitar o empate de Anthony Modeste ao Colônia, mas uma desatenção da marcação após cobrança de escanteio permitiu que Jonas Hector marcasse aos alvirrubros no apagar das luzes.

O Schalke, todavia, não foi o único lamentar o que escapou por entre os dedos. O Borussia Dortmund também cedeu o resultado no final durante o empate por 2 a 2 contra o Freiburg. Axel Witsel anotou um golaço para abrir o placar aos 20 minutos. Thorgan Hazard cobrou escanteio e o volante acertou um lindo chute de primeira, pegando na veia. Os dois times criavam boas chances, mas pecavam nas finalizações, entre o domínio do Dortmund e os contragolpes dos anfitriões. No segundo tempo, mais agressivo, o Freiburg buscou o empate aos dez minutos. Gian-Luca Waldschmidt era um dos que mais tentava e acertou o pé num chute preciso de fora da área.

Herói da semana na Champions, Achraf Hakimi voltou a aparecer e colocou os aurinegros na frente aos 22 minutos. Teve habilidade para cortar a marcação, mas também agradeceu à sorte ao ver seu chute desviar no meio do caminho. O mesmo aconteceria aos 44, no lance de Vincenzo Grifo que fez o BVB sucumbir. O italiano chutou quase da linha de fundo, Roman Bürki não conseguiu defender e a bola bateu na perna de Manuel Akanji antes de entrar. Se vencesse, o Dortmund chegaria aos tais 14 pontos. Melhor ao Freiburg, realmente com 14, o mais surpreendente dos cinco times que ponteiam a Bundesliga no momento.

Já a partida mais importante na luta pelas primeiras colocações aconteceu na BayArena, com o confronto direto entre Bayer Leverkusen e RB Leipzig. Depois de um primeiro tempo cheio de chances de gol, no qual Matheus Cunha chegou a carimbar a trave e o goleiro Lukas Hradecky realizou duas grandes defesas, os Aspirinas se acertaram na segunda etapa e anotaram o primeiro, em cruzamento de Charles Aránguiz que Kevin Volland completou. Perdendo embalo após o bom início de campanha, os Touros Vermelhos ao menos buscaram um ponto. Belo lance de Christopher Nkunku, que dominou em velocidade, tirou a marcação com um toque e bateu por cima de Hrádecky. No final, o goleiro Péter Gulácsi ainda evitou a derrota com boa intervenção diante de Volland. Com o empate por 1 a 1, ambos os times chegaram aos 14 pontos.

O Bayern é o único disparado no saldo de gols, com +12. Freiburg e RB Leipzig aparecem igualados em rigorosamente todos os critérios, com +8. O Schalke tem +7 e o Leverkusen acaba fora da zona de classificação à Champions, com +5. O domingo, entretanto, possui grandes chances de um novo líder aparecer. O Borussia Mönchengladbach se isola na ponta se vencer o Augsburg em casa e chegar aos 16 pontos. Caso tropece, a brecha surge ao Wolfsburg, que recebe o Union Berlim e pode ir aos 15. De qualquer maneira, desde a temporada 2006/07 que a sétima rodada da Bundesliga não apresenta um líder com tão poucos pontos. Enquanto as potências patinam, os demais sonham com um campeonato realmente aberto.

Classificações Sofascore Resultados