A seleção da Finlândia atravessa um dos melhores momentos de sua história. A equipe já tinha feito uma grande campanha na Liga das Nações, ao vencer o grupo em que também encarava Hungria, Grécia e Estônia. O desempenho valeu uma vaga ao menos na repescagem da Euro 2020, mas os nórdicos querem mais. Os finlandeses ocupam a segunda colocação do Grupo J nas eliminatórias ao torneio continental e se colocam entre os favoritos a uma das vagas diretas. Nesta quinta, reafirmaram suas condições ao derrotar a Grécia por 1 a 0.

A Finlândia encerrou a primeira perna das Eliminatórias com uma campanha excelente. Conquistou quatro vitórias em cinco jogos, derrotada apenas pela Itália. Além disso, os únicos dois gols que sofreu aconteceram durante a visita à Azzurra. Nesta quinta, em confronto importante realizado em Tampere, o time da casa fez a sua parte. Teemu Pukki mostrou como a excelente fase pelo Norwich se desdobra também na seleção e anotou o gol na vitória por 1 a 0 sobre os gregos, convertendo pênalti aos sete minutos do segundo tempo.

O atual comandante da Finlândia conhece a seleção muito bem. Markku Kanerva defendeu a equipe nacional por quase uma década, entre 1986 e 1995. Além disso, desempenha um duradouro trabalho como treinador. Comandou o time sub-21 a partir de 2004, virou assistente da seleção principal em 2011 e assumiu o posto principal em dezembro de 2016. Os resultados desde então são ótimos, depois de já ter conquistado bons resultados no difícil grupo das Eliminatórias à Copa de 2018. Agora, mira a primeira Eurocopa da história do país.

Já em campo, o time possui os seus valores. O goleiro Lukas Hradecky é a referência na defesa. Tim Sparv é o mais rodado do meio-campo e usa a braçadeira de capitão. Já no ataque, Pukki veste a 10 e corresponde às expectativas, autor de quatro dos sete gols da Finlândia nas Eliminatórias. A nação de Jari Litmanen e Sami Hyypiä teve nomes mais badalados em outros tempos, mas não conseguiu se classificar à Copa do Mundo ou à Eurocopa. O único feito relativamente comparável é o quarto lugar nas Olimpíadas de 1912, mas em tempos bem mais incipientes do esporte.

A Finlândia termina a quinta rodada das eliminatórias com 12 pontos. Está a três atrás da Itália, líder do Grupo J, e possui cinco de vantagem sobre a Bósnia, a terceira colocada. Ainda tem muita coisa para rolar, mas a vantagem é excelente para buscar uma das duas vagas diretas à Eurocopa oferecidas na chave. O sonho terá mais um capítulo no domingo, quando os italianos visitam os finlandeses em Tampere.

 

Confira abaixo o vídeo mais recente de nosso canal no YouTube – aproveita e se inscreva no canal!