Barcímio Sicupira Júnior é o maior artilheiro do Athletico Paranaense em todos os tempos. Parte considerável da torcida também o coloca como o maior ídolo que os rubro-negros já tiveram. Sua importância vai além de romper os 12 anos de seca no Campeonato Paranaense ou dos lances mágicos que colecionou. É uma questão de coração, a quem nunca escondeu seu carinho pela camisa, mesmo depois de se afastar do clube e trabalhar como comentarista esportivo. Na última sexta-feira, Sicupira completou 75 anos. E, dignamente, o Furacão o celebrou neste domingo.

Sicupira entrou em campo com a família e ganhou duas placas de presente do Athletico. Vestiu a camisa 8, que o eternizou entre 1968 e 1976. No entanto, as ações mais legais aconteceram nas arquibancadas. Centenas de torcedores usaram bigodes postiços para celebrá-lo. Os copos de bebida vendidos no estádio também eram comemorativos. E aos oito minutos de bola rolando, referência clara ao número envergado pelo craque, a torcida cantou seu “Parabéns a você” ao comentarista, já na cabine da Rádio Banda B. Festa ampliada com a vitória por 1 a 0 sobre o Bahia, gol de Roni, aos 11 minutos.