Da quinta à primeira divisão alemã em sete anos. Da primeira divisão à Champions League em uma temporada. Esta é a história do jovem RB Leipzig, clube que nasceu há menos de uma década e cujo time tem feito uma campanha aplausível na Bundesliga, como se fosse uma equipe antiga e tradicional. A temporada dos Touros Vermelhos é tão boa que, neste sábado, o passaporte de Ralph Hasenhüttl e seus comandados para a Champions League foi carimbado após a goleada por 4 a 0 diante do Freiburg, faltando cinco rodadas para o fim do campeonato.

VEJA TAMBÉM: Diretor do RB Leipzig rechaça clube como ferramenta de marketing e diz: “A diversão só está começando”

O vice-líder Leipzig dominou o Freiburg do começo ao fim na Red Bull Arena. O 4 a 0 foi construído por Naby Keita, Diego Demme, Yussuf Poulsen e Timo Werner, jovem que chamou a atenção de Joachim Löw e foi convocado para a seleção alemã. Foi a quarta vitória seguida dos Touros Vermelhos na Bundesliga, e, talvez, a mais importante da temporada. Porque embora o Bayern tenha tropeçado hoje no Bayer Leverkusen, dificilmente o Leipzig conseguirá alcançar os bávaros, que são líderes isolados, na tabela. Só se tropeçarem em todas as rodadas seguintes, o que é algo muito, mas muito improvável.

A inédita classificação para a Champions é resultado de um trabalho que combina interessantes ideias táticas promovidas por Ralph Hasenhüttl e jovens jogadores tendo oportunidade de jogar e mostrar serviço. E por trás desse trabalho, tem outro imperceptível aos olhos que acontece paralelamente nos bastidores, com pessoas dentro trabalhando para o crescimento do clube dentro de escritórios, com números e patrocínios.

Depois do Leicester vem aprontando na Champions, será interessante acompanhar o Leipzig no torneio europeu na próxima temporada. A questão é se os Touros Vermelhos conseguirão fazer a manutenção de seu elenco promissor e que vem fazendo uma temporada brilhante para 2017/18, para jogar a Champions. É importante que a base do time seja mantida e não haja desmanche, embora seja difícil segurar jogadores que se destacam, como Timo Werner.


Os comentários estão desativados.