Jogadores não duram para sempre. Por mais que desejemos vê-los em campo por toda a eternidade, em alto nível, chega uma hora que o corpo já não responde, o craque envelhece e vai perdendo espaço. Já aconteceu antes e certamente irá acontecer outra vez com o seu time do coração. Agora, por exemplo, é a vez de Francesco Totti, “Il Capitano”, bandeira da Roma, que já está ficando empoeirado no banco de reservas do time de Luciano Spalletti.

O fato de Totti, aos 39 anos, não ser mais titular da Roma é por si só uma transição enorme a que os romanistas não estavam preparados para aceitar. Desde 1993 o jogador esteve ali, aprendendo, crescendo, levando o nome do time para o mundo e sendo o mais próximo do que cada um dos torcedores enxergam como um Deus. Não é exagero dizer que Totti tem uma imagem sacrossanta na capital italiana. Pelo menos para a metade romanista da cidade.

VEJA TAMBÉM: E se Totti tivesse sido contratado pelo Real Madrid?

Entretanto, muitas coisas mudaram desde 2008, quando a Roma era campeã da Copa da Itália com Totti muito ativo em campo e Spalletti no banco de reservas. Aquele foi o último título do clube e meses depois, a relação entre o careca e o capitão se deteriorou. E claro, quem quer que compre briga com Francesco nos vestiários, sairá perdedor. O técnico foi embora em 2009 para treinar o Zenit e voltou depois de sete anos.

Spalletti está novamente no cargo de treinador da Roma e encontrou outro ambiente no clube. Totti não consegue mais ter sequência por causa das lesões, De Rossi é o novo capitão e o time é um tanto superior ao que ele tinha em mãos até 2009. Totti até poderia brigar por uma vaga como titular, mas nem mesmo Rudi Garcia queria bancar o seu retorno em detrimento de Dzeko, Salah e Gervinho. Garcia saiu em janeiro, Gervinho também. Dzeko caiu em desgraça e a diretoria trouxe El Shaarawy do Monaco. Novamente o capitão se vê desprestigiado.

O que não era novidade, mas ficava guardado no silêncio dos bastidores, foi revelado de forma melancólica por Totti após a derrota para o Real Madrid por 2 a 0 na Liga dos Campeões. Em entrevista ao jornal romano “Il Messaggero”, o camisa 10 admitiu que não tem mais espaço e não faz parte dos planos de seu amado clube.

Um jornalista abordou Francesco na zona mista do Olimpico e o capitão estava apressado para se juntar ao restante da delegação no ônibus. Foi aí que o repórter ouviu uma resposta curta e grossa do atleta, algo que o torcedor jamais esperava ouvir: “Por que você está me esperando? Eu já não sirvo mais para nada aqui”, disse Totti, sem nem sequer parar para dar atenção à mídia.

A amargura na frase expõe a perda de protagonismo e autoconfiança de um jogador que usava isso a seu favor até o ano passado, mas que atormentado por contusões e desavenças internas, foi se transformando apenas em talismã. O último jogo que ele esteve presente por tempo considerável foi contra o Frosinone, por 30 minutos, dando uma assistência para Pjanic. A Roma venceu por 3 a 1.

VÍDEO: A simplicidade do ídolo: Totti se aqueceu durante o jogo batendo bola com o gandula

Desde então, Spalletti optou por Dzeko e até mesmo o fraco Falqué no segundo tempo, mas não colocou Totti. Contra o Real Madrid, por exemplo, o camisa 10 só fez número a partir dos 42 minutos do segundo tempo e não conseguiu nem tocar na bola. Estar fora dos titulares é explicável pela boa fase de El-Shaarawy e a importância tática de Salah. Mas isso jamais vai justificar que ele nem sequer seja chamado ao campo para participar do segundo tempo. Entretanto, não cabe conjecturar se Spalletti esteja fazendo isso de propósito ou porque realmente não enxerga que Totti possa mudar os jogos com a sua técnica.

Para quem quer saber quanto mais dura o casamento de Totti com a Roma, o próprio capitão já respondeu esta pergunta no início da temporada: quer jogar pelo menos até o meio de 2017, quando terá mais de 40 anos. De 2015 para 2016, pouco atuou. Só entrou em campo seis vezes, apenas duas como titular. O que indica que será cada vez mais raro vê-lo jogar, mesmo que alcance sua forma física ideal. Totti está prestes a perder o duelo contra as suas próprias limitações e já ensaia a sua despedida, depois de duas décadas de dedicação à Roma.

Triste para os seus fãs e para o futebol, mas a faixa de capitão estará em boas mãos com De Rossi, Florenzi e Pjanic. Resta saber quem será o próximo 10. Igual a Totti, nunca surgirá outro, disso é certeza.

Felipe Portes é editor do site Todo Futebol. Leia outros textos sobre Totti:

>>> Giannini, o príncipe romanista ofuscado por Totti

>>> 39 coisas que você não sabe sobre Francesco Totti

>>> O momento em que Aldair passou a faixa de capitão a Totti na Roma